Visualizações !!

Redes Socias

Os clássicos são para sempre...

Posted by Vitor L. On quarta-feira, 21 de dezembro de 2011 1 comentários


Olá pessoal! Estamos de volta com mais um review feito pela equipe. Continuando a saga dos clássicos, desta vez estou aqui para falar do primeiro RPG de um mascote muito conhecido da Nintendo... Um game que mistura jogabilidade de Final Fantasy com Chrono Trigger em certos elementos. O game teve uma continuação 4 meses depois, para Nintendo 64, apesar de ter mudado de nome... Confira a review de Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars.




Plataforma: SNES
Distribuidora: Nintendo
Gênero: RPG
Ano original: 1996

Resenha:
Esse game coloca o Reino do Cogumelo no gênero de RPG e começa com o mesmo enredo: Mario deve salvar a princesa das garras de Bowser. O jogo começa com uma grande surpresa, com o protagonista indo ao encontro de seu maior inimigo, Bowser. Nos jogos de Mario esse encontro geralmente só ocorria no fim do game... Apesar de vencer novamente seu inimigo, quando tudo parecia que estava bem, uma espada gigante que atende pelo nome de Exor cai sob o castelo e os lança para diferentes direções.
Exor com a posse do castelo de Bowser.
Então Mario teria que encontrar Peach novamente... Entretanto, um novo inimigo chamado Smithy aparece, ele é o líder de uma gangue que Exor faz parte... Isso faz com que Mario e Bowser lutem lado a lado pela primeira vez. Os dois irão passar por diferentes locais e enfrentar oponentes que exigem timing certo e uma boa dose de estratégia. Ao longo da jornada, Mario e Bowser vão ganhando experiência e ficando mais poderosos, além de encontrar outros personagens que irão ser de grande ajuda. Após Smithy ter destruído a Star Road que era responsável por realizar os desejos do mundo do Mario, sendo espalhadas por diferentes lugares... Surge então uma nova missão para Mario após resgatar a Peach e estar com vários outros personagens, que seria juntar os pedaços para restaurá-la e poder realizar novamente os desejos deste povo, não deixando de lado o seu principal objetivo de destruir a gangue de Smithy. Com um equilíbrio perfeito entre elementos de RPG e a ação tradicional de Mario, esse game realmente é um marco na história da Nintendo.
Batalhando com um inimigo chato...
O game tem algumas aparições com diferentes protagonistas de games da Nintendo, como Super Metroid e The Legend of Zelda. Sem esquecer das naves de Star Fox e de F-Zero...
Aparição de Link no game.
Aparição de Samus no game.
As naves de Star Fox e F-Zero...

E pra quem pensa que o Luigi não aparece no game, você se engana! Além de sua aparição nos créditos, também aparece em Star Hill que há um desejo que não deixa dúvidas de quem o fez: “Queria ser um grande encanador, como meu irmão Mario!”
O game também mostra Mario em 8bits na Booster Tower, após passar por trás de uma cortina, apesar de ficar temporariamente assim.
Mario em 8Bits.
Um RPG muito fácil... Mario passa por várias situações divertidas. O jogo é um pouco demorado... O único desafio do jogo realmente está em enfrentar o chefe mais forte do jogo, que não seria o último, cujo nome Culex, em Monstro Town. Esta luta é opcional e o inimigo vem do mundo Final Fantasy. Após derrotá-lo ganhará um talismã que dobra a força e a defesa, além de prevenir a morte instantânea de quem está equipado.
Só não podemos nos esquecer dos figuraças que aparecem durante o game que são os Axem Rangers (paródia de Power Ranger), que são da gangue Smithy. 
Os Axem Rangers estão na parada!
Gráficos: 9,0
Jogabilidade: 9,0
Diversão: 10,0
Som: 9,0


Gostou do Review? Então comente! ;)


1 comentários:

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

Super Mario RPG: EXCELENTE!!!


sempre quis jogar esse game desde que vi uma matéria na antiga revista Game X. só pelas fotos que você colocou aí já me bateu aquela nostalgia que apenas retrogamers sentem...eu apenas zerei o do N64, tá na hora de zerar esse também.


belo review cara, continue assim.